繁體中文 简体中文 Porpugues English 日本語

Festival de Na Tcha

Introdução

A Festa de Na Tcha é no décimo oitavo dia do quinto mês lunar. Haveria dois desfiles nesse dia: um a partir do Templo de Na Tcha que perto das Ruína de São Paulo, serão realizados ritual da adoração com incenso e a estátua de Na Tcha será acompanhada por uma equipe de dança do leão; outro desfile a partir do Monte do Templo de Na Tcha, acompanhado por Kam Cha (Jinzha em chinês), Mok Cha (Muzha em chinês), bem como o dragão guardião e fadas espalhando flores. Sendo como uma parte do Património Mundial de Monumentos do Centro Histórico de Macau, o Templo de Na Tcha que perto das Ruína de São Paulo é uma perfeita apresentação das características únicas multiculturais de Macau. No dia da Festa, o ritual da adoração com incenso será realizado às cerca de 9h30, a seguir, uma parada da estátua de Na Tcha acompanhada pela dança do leão, tambores e gongos começa a sua viagem de automóvel em Macau e nas ilhas. A outra parada iria começar a partir do Templo de Na Tcha no Monte, composta por mais de cem pessoas, passando pela Rua do Campo, Avenida de Almeida Ribeiro, Rua dos Mercadores e Largo do Senado, e fazendo o ritual da bênção. Já têm uma história de várias décadas as atividades, incluindo: drama, apanhar armas, levantação da estátua, etc., e a parada é a atividade em destaque entre as outras. Vale notar que a liteira que carrega a estátua foi produzida em 1903, já tem cem anos de história até agora.


Origem

Página Principal>Festival
Festival de Na Tcha

A Festa de Na Tcha é no décimo oitavo dia do quinto mês lunar. Haveria dois desfiles nesse dia: um a partir do Templo de Na Tcha que perto das Ruína de São Paulo, serão realizados ritual da adoração com incenso e a estátua de Na Tcha será acompanhada por uma equipe de dança do leão; outro desfile a partir do Monte do Templo de Na Tcha, acompanhado por Kam Cha (Jinzha em chinês), Mok Cha (Muzha em chinês), bem como o dragão guardião e fadas espalhando flores. Sendo como uma parte do Património Mundial de Monumentos do Centro Histórico de Macau, o Templo de Na Tcha que perto das Ruína de São Paulo é uma perfeita apresentação das características únicas multiculturais de Macau. No dia da Festa, o ritual da adoração com incenso será realizado às cerca de 9h30, a seguir, uma parada da estátua de Na Tcha acompanhada pela dança do leão, tambores e gongos começa a sua viagem de automóvel em Macau e nas ilhas. A outra parada iria começar a partir do Templo de Na Tcha no Monte, composta por mais de cem pessoas, passando pela Rua do Campo, Avenida de Almeida Ribeiro, Rua dos Mercadores e Largo do Senado, e fazendo o ritual da bênção. Já têm uma história de várias décadas as atividades, incluindo: drama, apanhar armas, levantação da estátua, etc., e a parada é a atividade em destaque entre as outras. Vale notar que a liteira que carrega a estátua foi produzida em 1903, já tem cem anos de história até agora.